Menu

Detalhes

DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO

DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO

autor:
Hermano Carmo (coordenação); Ana Esgaio; Carla Pinto; Paula Campos Pinto
 
editor:
Universidade Aberta
 
edição:
3
 
ano de publicação:
2014
 
idioma:
Português
 
ISBN:
9789726747550
 
nº de páginas:
316
 
formato:
ileio (leitura online e APP)
 

Constituindo uma introdução ao estudo das técnicas de desenvolvimento comunitário, a obra começa por abordar o processo de intervenção social em comunidades numa visão diacrónica e sincrónica, sublinhando a sua importância para o desenvolvimento local sustentável. Seguidamente debruça-se sobre dois corpos teóricos fundamentais onde a técnica se fundamenta: a antropologia aplicada e a sociologia de intervenção. Numa terceira aproximação carateriza e discute a metodologia de intervenção comunitária. Termina com a descrição e discussão de alguns campos específicos de atuação.

I- INTRODUÇÃO OBJETIVOS RAZÃO DE SER (NA PRIMEIRA PESSOA …) 1. O ENSINO DO DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO NA UNIVERSIDADE ABERTA 2. TEMPO DISPONÍVEL 3. ESTRUTURA DE CONHECIMENTOS 3.1. Conceções do Mundo e da Vida do Coordenador 3.2. Teorias e conceitos 3.3. Modelos 3.4. Resultados esperados e valor acrescentado da aprendizagem 4. PÚBLICO-ALVO 5. SISTEMA DE COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL 5.1. Materiais 5.2. Interação 5.3. Avaliação 6. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES II- TRADIÇÃO, MODERNIDADEEMUDANÇA OBJETIVOS 1. ELEMENTOS EM JOGO NUM PROCESSO DE INTERVENÇÃO SOCIAL 2. O CHOQUE DE CULTURAS, QUESTÃO CENTRAL EM QUALQUER MUDANÇA PROGRAMADA 2.1. A comunicação intercultural 2.2. Problemas de perceção 3. PAPEL DO INTERVENTOR SOCIAL 4. UM MAPA CONCEPTUAL DO PROCESSO DE INTERVENÇÃO SOCIAL 5. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES III- AS ALTERAÇÕES DO AMBIENTE DE INTERVENÇÃO SOCIAL OBJETIVOS 1. A EVOLUÇÃO DOS CONDICIONALISMOS AMBIENTAIS 1.1. Os condicionalismos ambientais pré-industriais 1.2. Os condicionalismos ambientais da sociedade industrial 1.3. Os condicionalismos ambientais da sociedade de informação 2. A EVOLUÇÃO DA INTERVENÇÃO SOCIAL 2.1. A intervenção social nas sociedades pré-industriais 2.2. A intervenção social na sociedade industrial 2.3. A intervenção social na sociedade de informação 3. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES IV- O DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO: ENQUADRAMENTO GERAL 1. CONCEITOS-BASE 1.1. O conceito de Desenvolvimento 1.2. O conceito de Comunidade 1.3. A organização comunitária e o Serviço Social de Comunidades 2. O DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO 2.1. Dimensões do conceito 2.2. As raízes 2.3. Os princípios 2.4. A planetarização 3. TIPOS DE DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO 3.1. Tipologia geográfica 3.2. Tipologia conceptual 3.3. Tipologia de modelos de intervenção de Rothman 4. RELATO DE ALGUMAS EXPERIÊNCIAS Caso 4.1. - A experiência do Gana: exemplo de um projeto à escala nacional Caso 4.2 - Um projeto na Sardenha: exemplo de um projeto à escala regional Caso 4.3 - A estratégia da "sopa de pedra" Caso 4.4 - O projeto "Revitalização da Comunidade de Ouguela" Caso 4.5 - Um programa de educação funcional no Paquistão 5. O DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO NA ATUALIDADE 5.1. Tendências da investigação 5.2. As tendências do ensino 6. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES V – SUSTENTABILIDADE E DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO OBJETIVOS 1. O DESAFIO DA SUSTENTABILIDADE 1.1 Desconstrução de um conceito 1.2. A insustentabilidade da conjuntura 2. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: O DESAFIO DA METAMORFOSE 2.1 Desenvolvimento sustentável como novo paradigma de desenvolvimento 2.2 Princípios do desenvolvimento sustentável Atividade 5.1 3. CONTRIBUTO CÍVICO DE UMA PROFISSÃO 3.1. Insustentabilidade das respostas tradicionais e novas necessidades de formação social 3.2. Novos recursos, novas respostas e estratégia de qualificação 3.3. Domínios de atuação 3.4. Terrenos prioritários de contributo para a sustentabilidade 4. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES VI - ANTROPOLOGIA APLICADA E DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO OBJETIVOS 1. EVOLUÇÃO DOS INTERESSES DOMINANTES DA ANTROPOLOGIA APLICADA 1.1. O que é a antropologia Aplicada? 1.2. A Antropologia Aplicada no Reino Unido 1.3. A Antropologia Aplicada nos Estados Unidos 1.4. A Antropologia Aplicada em Portugal 2. VALOR DA CONTRIBUIÇÃO DA ANTROPOLOGIA PARA O TRABALHO COMUNITÁRIO 2.1. Valor político 2.2. Valor cognitivo Caso 6.1 - O erro de Squillachi e o engenho de Arandas (Espanha) Caso 6.2. - Negociações num motim (Coreia) 2.3. Valor prático Caso 6.3. - Fogões na Índia e no Irão 3. A QUESTÃO DA POBREZA E O CONTRIBUTO DA ANTROPOLOGIA 3.1. Atualidade da questão na Agenda Internacional 3.2. Aspetos conceptuais: a pobreza como carência e como presença 3.3. Caso 6.4: a experiência do CASU 4. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES VII- SOCIOLOGIA DE INTERVENÇÃO E DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO OBJETIVOS 1. DOMÍNIO E VERTENTES DA SOCIOLOGIA DE INTERVENÇÃO Atividade 7.1. 1.1. O que é a Sociologia de Intervenção? 1.2. Precursores da Sociologia de Intervenção 1.3. A Sociologia de Intervenção em contexto micro 1.4. A Sociologia de Intervenção em contexto meso 1.5. A Sociologia de Intervenção em contexto macro 2. O MÉTODO PAULO FREIRE, PARADIGMA DA SOCIOLOGIA DA INTERVENÇÃO 2.1. A trajetória existencial 2.2. A obra 2.3. O método Paulo Freire 3. EMPOWERMENT E ADVOCACY, DOIS CONCEITOS INTEGRADORES 3.1. Raízes do empowerment 3.2. A advocacy 3.3. Metodologia do empowerment e da advocacy 4. A NÃO-VIOLÊNCIA ATIVA, UMA ESTRATÉGIA DE INTERVENÇÃO SOCIAL 4.1. Aspetos conceptuais 4.2. Fundamentos filosóficos da NVA 4.3. Fundamentos sociopolíticos da NVA 4.4. Metodologia da NVA Caso 7.1 - O ultimato a Smuts Caso 7.2 - O boicote às uvas da Califórnia 4.5. Thich Nhat Hanh e o Budismo Ativo: uma influência para o Serviço Social 5. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES VIII - METODOLOGIA DA INTERVENÇÃO COMUNITÁRIA OBJETIVOS 1. UMA BÚSSOLA PARA A INTERVENÇÃO COMUNITÁRIA: A ABORDAGEM SISTÉMICA 1.1. O macroscópio 1.2. O nevoeiro informacional 1.3. A questão da informação no trabalho comunitário 1.4. O que é a abordagem sistémica? 1.5. Aplicação da abordagem sistémica ao trabalho comunitário 2. PASSOS PARA A INTERVENÇÃO EM COMUNIDADES 2.1. Aspetos gerais 2.2. Estudo e diagnóstico 2.2.1. Vertentes do estudo e do diagnóstico preliminar Caso 8.1- Um projeto comunitário no Equador 2.2.2. Investigação geral: variáveis relevantes 2.3. Planeamento e programação em Desenvolvimento Comunitário 2.4. Execução e administração de programas em Desenvolvimento Comunitário 2.5. Motivação e liderança em intervenção comunitária: aproximações teóricas 2.6. Avaliação de programas 3. REDES E PARCERIAS 3.1. As parcerias na conjuntura atual 3.2. A parceria como estratégia de trabalho colaborativo 4. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES IX – CAMPOS ESPECÍFICOS DO DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO OBJETIVOS 1. DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO E EDUCAÇÃO 1.1. A mudança na educação 1.2. Relação da escola com a comunidade: um exemplo 1.3. Comentário 1.4. Parceria escola/comunidade na educação para a cidadania 1.5. A educação intercultural e a intervenção comunitária 2. DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO E SAÚDE 2.1. Apoio a cidadãos fragilizados por condições de saúde particulares 2.2. Em Centros de saúde 2.3. Ação a partir de instituições de cuidados diferenciados de saúde 3. DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO E EXCLUSÃO SOCIAL 3.1. A pobreza como forma de exclusão social 3.2. Importância sociopolítica da pobreza 3.3. O combate à exclusão social 3.4. Crianças e jovens em situação de exclusão social 3.5. Adultos em situação de exclusão social 3.6. Idosos em situação de exclusão 4. DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO E AÇÃO MACROSSOCIAL 4.1. Planeamento e organização comunitárias 4.2. Programas de defesa dos Direitos Humanos 4.3. Organização comunitária em situações de ameaça à proteção civil 4.4. Trabalho comunitário em programas internacionais 5. RUMOS PROMISSORES 5.1. Desenvolvimento comunitário e educação para uma democracia renovada 5.2. Desenvolvimento comunitário e educação aberta e a distância 6. EM SÍNTESE TESTE FORMATIVO LEITURAS COMPLEMENTARES BIBLIOGRAFIA ANEXO – EXERCÍCIO DE APLICAÇÃO DOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Pessoal
Tipo de licença Permissão de impressão
Acesso Perpétuo 32 páginas a cada 30 dias


Leitura online: um utilizador por sessão (sem simultaneidade)
Leitura offline (com a APP): máximo de 2 dispositivos em simultâneo

Institucional

Se o e-book que deseja adquirir se destinar a uma biblioteca ou instituicao por favor contacte a MARKA Lda para mais informacoes:

Email: [email protected]
Telefone: + (351) 21 322 4040
Fax: + (351) 21 322 4044


Morada:
Rua dos Correeiros, 61,3º Andar
1100-162 Lisboa
Portugal